Bem-Vindo!

“O que quer que você faça ou aonde quer que você vá, deixe sua mente permanecer em seu coração."

segunda-feira, 18 de março de 2019

Atraindo e irradiando a essência do bem



Atraindo e irradiando a essência do bem

Em nome da infinita potência que coordena todos os destinos, laboriosa fonte, distribuindo bênçãos em todos os quadrantes, seja fortalecido o amor na Terra. Seja desenvolvido e estabelecido em seus padrões aceitáveis para todo mundo em fluxo de ascensão, aqui neste planeta a vibração do amor, a contagiar todos os seres para expulsar o mal.
A luz que brilha em meu peito expandindo-se vai para povoar corações e mentes, e permanece mantida esta vigorosa vibração, ajustando frequências, aliviando angústias, acalmando aflições... Seja mantida, seja fortalecida, em nome do poder maior que a todos abençoa, a luz da vida, em seu pleno resplendor.
O intento e a vontade de todos os seres guardiões, trabalhadores incansáveis, zelem pelo avanço espiritual na Terra. Seja agregado e mantido aqui agora, em torno de mim, com grande concentração, o amor de Cristo, a paz de Buda, a intenção de todos os bodisatvas (os seres iluminados). Seja atraído e mantido aqui agora o poder das mães divinas, as bênçãos dos seres das matas, com seu poderoso dom da cura. A força de vontade dos grandes comandantes da luz dos mundos distantes, que aqui chegaram destacados em missões engenhosas de implantação das egrégoras evolutivas,  e muitos outros, sejam fortalecidos os vossos intentos na luz para este mundo e aqui concentrados agora com grande poder.
Eu sou uma singularidade atraindo todas as forças geradas a serviço do bem, da paz e do amor. Eu recolho esta energia e ela se acumula aqui agora em meu campo de força, beneficiando e purificando este lar, harmonizando as relações dos que vivem nesta casa, afastando em direção aos postos de assistência os moradores do astral que aqui se demoravam. Toda esta energia que, num giro espiralado, irradiando o grande poder da vida, a expressão do amor, o fluxo das poderosas energias de todo o bem que reside no coração de todos os seres que desejam o bem deste planeta, se movem aqui, em torno da luz que brota do meu coração.
O giro vai se acelerando e recolhendo mais luz, mais princípios harmonizadores e transmutadores, atraindo todos estes raios da divina energia, os raios do coração da amada mãe Terra, seu poderoso sol interno, tudo isto fluindo para mim com pleno poder.
E pelo meu intento, na força desta expressão de vida que eu sou, vontade atuante, vontade em ação a expressar o poder da criação, eu manifesto a ordem para que toda esta energia aqui agora concentrada prossiga em seu giro espiralado numa expansão que vai tocando e transmutando com total intensidade cada partícula e micropartícula que encontra em seu caminho. Que vá transmutando  em luz, dissolvendo toda negatividade, e estabelecendo pequenas estrelas multicoloridas em sua passagem, para que permaneçam vibrando e harmonizando tudo que se faz presente em seu campo de ação.
Com o poder de manifestação das forças metadimensionais, calibradas com a pureza dos corações que amam em todos os planos onde a vida reina e vibra com total magnitude, eu sou esta expressão aqui e agora. Sou um transbordamento desta maravilhosa energia de tudo que há de bom sendo gerado na Terra por muitos seres a serviço da luz, para o bem de todos. E permito que esta explosão de luz gere ondas de reação, expulsando deste mundo tudo que não é da luz, e irradiando esta onda de amor para fora, para bem longe, com íntegro domínio, conquistando as psicosferas de todos os mundos do sistema solar com esta mensagem de amor e paz, esta saudação de vida e luz. A  dizer aos nossos irmãos de outros mundos, habitantes da quinta dimensão e além, que há amor aqui na Terra e que nós os saudamos com a reverência de nossa mais profunda comunhão com suas presenças cósmicas, para que também sejamos beneficiados em reação por suas auras desenvolvidas na manutenção da luz, da ordem, da caridade e do belo da vida.
É maravilhoso saber que o bem ressoa em toda parte, cria e estabelece o conforto moral, a harmonia espiritual por onde vai reinando absoluto, e queremos ver este bem estabelecido na Terra com toda desenvoltura, com a perfeita ordem mantida e os corações conquistados para a paz, o amor, a fraternidade em todos os níveis. Louvado seja O Criador de Tudo, o supremo Ser que a tudo constituiu e consentiu existir de modo individualizado, mas sempre integrado na malha cósmica, partilhando toda luz e informação que circula pelo éter infinito a abençoar e responder com vigor sempre renovado aos filhos da luz que sintonizam com as forças divinas que geram a transmutação de todos os setores, sempre para a luz, para que todos sejam felizes e tenham vida em abundância.
E assim selada está esta irradiação, que me mantém e a todos que me cercam em plena proteção, livres de todo mal e inatingíveis pelo que não vem com a emanação do resplendor da vida.
Que qualquer um que retransmita estes comandos seja abençoado por um jorro de luz e harmonia multiplicados por um milhão de sóis de forças renovadoras e transmutadoras.
Com pleno poder!
Targon Darshan

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019




O caminho para superar o luto
Texto do site “A  mente é maravilhosa”
A aceitação é o caminho para superar o luto
A morte faz parte do ciclo da vida, mas nem por isso é um acontecimento fácil de superar. Após a morte de um ente querido ou uma separação de um casal, entre muitas outras situações dolorosas que podem acontecer, você precisa entrar no quarto do luto. No entanto, às vezes ficamos presos dentro desse quarto porque nos esquecemos de que não é possível superar o luto sem aceitação e sem sofrimento. Aceitar é reconhecer essa nova realidade e aprender a viver com ela.
Todo luto exige vontade, compromisso, fé, recursos, etc. Por outro lado, é um período difícil: no primeiro momento negamos o que aconteceu, para depois surgirem outras emoções como a irritação e a raiva.  Então, o nosso mundo “desaba” e sentimos muita tristeza. Os sentimentos de vazio e dor surgem com maior intensidade para finalmente aceitarmos o que aconteceu. Mas durante todas essas fases sofremos muito e, às vezes, esse sofrimento nos leva a ficar estagnados em alguma delas.
Podemos passar uma longa temporada negando que essa perda ocorreu: é muito doloroso encará-la de frente. Talvez seja mais fácil nos irritarmos, culpar os outros ou o mundo pelo que aconteceu. Portanto, ficamos lá, sem nos permitirmos chorar, ficar triste, libertar toda a tristeza que sentimos por dentro.
Não há luto que se cure sem lágrimas, momentos de solidão e tristeza, sentimentos de desesperança e a perda do desejo de seguir em frente.
Não é possível superar o luto sem sofrimento
Pode parecer paradoxal, mas não há cura sem dor. Precisamos nos afundar no poço dos nossos sentimentos, perceber toda raiva e irritação que sentimos, para depois liberarmos toda a tristeza que se instalou no nosso interior. Nesta penúltima fase, quando o desespero aparece, a situação se torna mais crítica devido ao perigo do abandono e da depressão.
A desesperança nos tira o desejo de viver. Nos sentimos vítimas das circunstâncias e inconscientemente buscamos a depressão. Acreditamos que não temos forças para avançar e sair desse poço em que mergulhamos. Um poço que parece não ter saída.
No entanto, tudo é o resultado da nossa perspectiva, ou pelo menos uma boa parte: criamos a realidade que desejamos perceber. De alguma forma, nesses momentos a dor é tão profunda que acreditamos que não há esperança para nós: estamos presos em um quarto escuro e não temos forças para sair.
Podem passar semanas, meses, e esse sentimento nos mantém presos. No entanto, a dor que alimentamos acabará cessando e nos cansaremos dessa situação em que nos envolvemos. Um dia vamos acordar querendo sair desse poço de tristeza, onde estamos afogados nas nossas próprias lágrimas.
Se você se sente sem energia, se o desapontamento e a tristeza se apoderaram de você, o mundo pode tornar-se insuportável. Mas pense nos momentos em que você foi feliz. Era muito bom, não é mesmo? A nossa visão do mundo muda, dependendo de como nos sentimos.
Embora saibamos que não conseguimos superar o luto sem sofrimento e aceitação, na próxima vez que entrarmos no mesmo quarto, provavelmente nos sentiremos tão desajeitados como na primeira vez. Isto acontece porque temos medo de sentir e, quando sentimos, ouvimos uma pequena voz interior que nos diz que essas emoções serão para sempre. É por isso que queremos fugir.
Quando não temos outra escolha senão lidar com a situação, utilizamos certas estratégias para evitar a dor. Então, passamos por todas as fases do luto, cada uma mais dolorosa do que outra. Evitamos a aceitação, mas o que evitamos tanto nos libertará. Aceitar não é esquecer: significa continuar vivendo, buscando novos caminhos e novos sonhos.
O poço, na realidade, é um túnel! Deve ser percorrido, entramos e temos que sair. No entanto, o nosso medo de sentir, de experimentar e aceitar a realidade, a nossa falta de esperança, nos fazem percebê-lo como um poço onde nada tem sentido.
Por essa razão, muitas vezes, com a morte de um parente ou uma separação de um casal, acreditamos que não vamos encontrar a felicidade novamente e seguir em frente. Acreditamos que não haverá mais realizações ou aventuras. Nós nos apegamos tanto a essas pessoas e situações vividas que acreditamos que não poderemos continuar vivendo. No entanto, não é bem assim. Para compreender e superar o luto é preciso abraçar a dor, senti-la e, finalmente, aceitá-la para seguir em frente.

Dor da Perda